Férias: Aprendizado e lazer

Um texto para reflexão sobre férias escolares

Por Letícia Bechara*

Chegou o momento esperado pelos estudantes: as férias!

Momento de relaxar das atividades do semestre e aproveitar o tempo com os amigos e a família.

Para os alunos em preparação para o vestibular, as férias podem ser uma ótima oportunidade de revisar os conteúdos, visitar as faculdades que pretendem fazer o vestibular, assistir a filmes e peças que ajudem a entender contextos históricos e atualidades.

Aproveite esse momento também para refletir sobre a forma que você aprende. Já parou para pensar sobre isso?

Você é uma pessoa mais auditiva, visual ou cinestésica?

Como isso pode impactar nos estudos?

Pense nas suas experiências educacionais… quais foram os momentos mais marcantes?

Vídeos? Apresentações? Experiências? O que fica na sua cabeça depois da semana de provas?

A neurociência hoje tem contribuído significativamente nesse aspecto.

Quanto mais entendemos sobre o funcionamento do cérebro, mais podemos potencializar seu uso.

As nossas memórias são registradas através dos nossos sentidos, e quanto mais sentidos usamos, mais intenso o registro, daí a importância de utilizar o máximo de recursos disponíveis.

Confira sete dicas:

1. Abuse de gráficos, imagens e desenhos.

2. Assista a vídeos sobre o assunto.

3. Faça um mapa mental sobre a matéria: imagens e palavras juntas.

4. Leia o conteúdo em voz alta.

5. Monte um grupo de amigos para debater a matéria.

6. Grave o assunto – produza áudios.

7. Utilize as Redes Sociais para trocar experiências: Skype, MSN, YouTube.

Nosso cérebro funciona através de hábitos, quanto melhores nossos hábitos, mais sucesso na vida pessoal e profissional.

Crie hábitos de estudo e de leitura, atividades físicas, alimentação e outros que ao longo da vida podem trazer muitos benefícios.

Aproveite as férias para conhecer coisas novas, reaprender coisas e explorar lugares diferentes.

Ao final faça uma autoavaliação, valeu a pena?

Leonardo Da Vinci dizia: “ Aprender é a única coisa que a mente nunca se cansa, nunca tem medo e nunca se arrepende”.

 

*Letícia Bechara é mestre em Educação
Tags:

Join the Conversation